Connect with us

Coaf aponta ‘movimentações atípicas’ na conta do marido de Glenn Greenwald.

Coaf aponta ‘movimentações atípicas’ na conta do marido de Glenn Greenwald.

POLÍTICA

Coaf aponta ‘movimentações atípicas’ na conta do marido de Glenn Greenwald.

O deputado federal David Miranda (PSol-RJ) fez movimentações atípicas no valor total de R$ 2,5 milhões em sua conta bancária.

Dois dias após o site The Intercept começar a divulgar as mensagens das autoridades envolvidas na Lava Jato, em junho deste ano, o então ainda Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) enviou um relatório ao Ministério Público do Rio de Janeiro apontando “movimentações atípicas” de R$ 2,5 milhões na conta bancária do deputado federal David Miranda, entre 2 de abril de 2018 e 28 de março de 2019.

Miranda, que é suplente de Jean Wyllys é casado com Glenn Greenwald, jornalista do The Intercept.

A partir do relatório, o MP do Rio abriu uma investigação sobre as movimentações do deputado. Nesta terça-feira, contudo, a 16ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, barrou a tentativa do MP de quebrar o sigilo fiscal e bancário do deputado.


No despacho, o juiz Marcelo da Silva pede que David e outras quatro pessoas, entre assessores e ex-assessores dele, sejam ouvidos antes de qualquer ação cautelar. “Entendo prudente postergar a análise do pleito para o momento posterior à instauração do contraditório”, escreveu Silva.

Ao jornal GLOBO, Miranda informou que o cargo de deputado não é a sua única fonte de renda e, portanto, “as movimentações são compatíveis com sua renda familiar”. Ele recebe R$ 33,7 mil de salário. Ele afirmou que depósitos fracionados detectados pelo Coaf vêm dessa outra fonte, uma empresa de turismo da qual é sócio com Glenn Greenwald; porém, não informou os serviços prestados pela companhia e, por meio de sua assessoria, disse que os demais esclarecimentos seriam prestados no Judiciário.

*MBL News.

Continue Reading
You may also like...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Coaf aponta ‘movimentações atípicas’ na conta do marido de Glenn Greenwald.

O deputado federal David Miranda (PSol-RJ) fez movimentações atípicas no valor total de R$ 2,5 milhões em sua conta bancária.

Dois dias após o site The Intercept começar a divulgar as mensagens das autoridades envolvidas na Lava Jato, em junho deste ano, o então ainda Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) enviou um relatório ao Ministério Público do Rio de Janeiro apontando “movimentações atípicas” de R$ 2,5 milhões na conta bancária do deputado federal David Miranda, entre 2 de abril de 2018 e 28 de março de 2019.

Miranda, que é suplente de Jean Wyllys é casado com Glenn Greenwald, jornalista do The Intercept.

A partir do relatório, o MP do Rio abriu uma investigação sobre as movimentações do deputado. Nesta terça-feira, contudo, a 16ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, barrou a tentativa do MP de quebrar o sigilo fiscal e bancário do deputado.


No despacho, o juiz Marcelo da Silva pede que David e outras quatro pessoas, entre assessores e ex-assessores dele, sejam ouvidos antes de qualquer ação cautelar. “Entendo prudente postergar a análise do pleito para o momento posterior à instauração do contraditório”, escreveu Silva.

Ao jornal GLOBO, Miranda informou que o cargo de deputado não é a sua única fonte de renda e, portanto, “as movimentações são compatíveis com sua renda familiar”. Ele recebe R$ 33,7 mil de salário. Ele afirmou que depósitos fracionados detectados pelo Coaf vêm dessa outra fonte, uma empresa de turismo da qual é sócio com Glenn Greenwald; porém, não informou os serviços prestados pela companhia e, por meio de sua assessoria, disse que os demais esclarecimentos seriam prestados no Judiciário.

*MBL News.

Continue Reading
You may also like...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in POLÍTICA

Advertisement

Em Alta

Advertisement

NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

To Top