Connect with us

Aliados de Bolsonaro no PSL pressionam por transparência na Sigla

POLÍTICA

Aliados de Bolsonaro no PSL pressionam por transparência na Sigla

Na eleição passada, na carona do bolsonarismo, o PSL elegeu 54 deputados federais.

Aliados do presidente Jair Bolsonaro dentro do PSL, partido pelo qual ele se elegeu, em 2018, assinaram um requerimento cobrando a prestação de contas do partido.

De acordo com o documento, o objetivo é “tornar públicas informações relevantes” sobre as finanças da sigla, ainda que, indiretamente, o alvo seja o deputado federal Luciano Bivar (PE), presidente da legenda, o qual terá cinco dias úteis para resposta.

A informação é do blog do jornalista Gerson Camarotti, do portal G1, segundo o qual os parlamentares citaram no documento os artigos 157, 158 e 159 do estatuto do PSL.

Os trechos determinam que “o partido, através de suas Comissões Executivas, manterá escrituração contábil de forma a permitir o conhecimento de suas receitas e a destinação de suas despesas”.

Além do próprio presidente Bolsonaro, assinam o texto o senador Flávio Bolsonaro (RJ) e os deputados federais Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG), Aline Sleutjes (PR), Bia Kicis (DF), Carla Zambelli (SP), Carlos Jordy (RJ), Chris Tonietto (RJ), Daniel Silveira (RJ), Eduardo Bolsonaro (SP), General Girão (RN), Filipe Barros (PR), Junio Amaral (MG), Guiga Peixoto (SP), Hélio Lopes (RJ), Dr. Luiz Ovando (MS), Coronel Armando (SC), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP), Márcio Labre (RJ), Sanderson (RS) e Major Vitor Hugo (GO).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in POLÍTICA

Advertisement

Em Alta

Advertisement

NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

To Top