Connect with us

Brasil economizou milhões deixando de financiar as ditaduras de Cuba e Venezuela

ECONOMIA

Brasil economizou milhões deixando de financiar as ditaduras de Cuba e Venezuela

Um dos maiores cortes estatais que o Brasil fez foi parar de financiar as ditaduras de Cuba e Venezuela por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). ” Cuba alimentou bilhões de reais em nome do Foro de São Paulo e em detrimento de seus cidadãos”, disse Bolsonaro.

Durante a campanha presidencial, Bolsonaro estimou que, se o que for proposto por seu governo for realizado, o Brasil produzirá 300% mais dinheiro do que nos últimos 25 anos. Dez meses depois de assumir a presidência, a meta no campo da privatização já foi superada .

De acordo com um estudo do BNDES, entre 1990 e 2015, o Brasil gerou mais de 54 bilhões de dólares com 99 processos de privatização. No governo de Temer, foram produzidos aproximadamente dois bilhões de dólares em 124 projetos, dos quais 7 550 eram de petróleo. Dá um total de 66 bilhões de dólares, equivalente a um terço do que o atual governo levantou no cenário mais pessimista (vinte bilhões).

E não só foi alcançado, mas foi superado.

Atualmente, apenas os recursos do BNDES Cuba devem ao Brasil mais de 17,4 milhões de dólares . A dívida expirou em agosto de 2018 e os impostos dos cidadãos brasileiros tiveram que financiá-la, uma vez que o Brasil atuava como credor e garantidor. Para garantir sua reputação e capacidade de pagamento, o Brasil assumiu o pagamento da dívida.

Sob a administração do presidente Bolsonaro, que acusa a “ditadura cubana” de ser solidariamente responsável pela fome pela qual milhões de venezuelanos passam, por ser “patrocinadora do socialismo”, esses empréstimos foram encerrados.

Não só isso. Cuba perdeu os milhões de dólares que garantiram o programa Mais médicos, que abastecia o Brasil com médicos cubanos e permitia à ditadura de Castro manter 75% dos salários do pessoal médico.

Somente em 2016, os médicos cubanos que trabalham no exterior produziram cinco vezes mais que a indústria do turismo : 11 543 milhões de dólares por ano , enquanto o turismo, dois mil e oitocentos.

Agora, o Brasil não apenas parou de financiar essas ditaduras e, portanto, cúmplice da escravidão moderna, mas conseguiu reduzir o tamanho do Estado e produzir bilhões de dólares para voltar aos menos dependentes, mais autônomos e direcionar os brasileiros para prosperidade

Veja mais:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in ECONOMIA

Advertisement

Em Alta

Advertisement

NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

To Top