Connect with us

Polícia Federal flagra laboratório que fabricava notas falsas no Rio Grande do Sul

NOTÍCIAS

Polícia Federal flagra laboratório que fabricava notas falsas no Rio Grande do Sul

Um laboratório gráfico que imprimia notas de real falsas. Esse foi o alvo de uma operação da Polícia Federal nesta semana. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em quatro cidades do Rio Grande do Sul: Cruz Alta, Canela, Três Coroas e Torres. A organização criminosa tinha um equipamento variado e usava diversas técnicas gráficas para reproduzir o dinheiro falso, inclusive simulando os ítens de segurança das notas verdadeiras.

E olha só: a estimativa é de que esse grupo, nos últimos quatro anos, tenha colocado no mercado mais de 28 mil cédulas falsas. Notas de 10, 20, 50 e 100 reais, que, somadas, chegam a R$ 2 milhões. Na operação desta quarta, batizada de Pirita, uma pedra muito comum conhecida como ouro de tolo, foram apreendidos papéis, impressoras e tintas usadas na fabricação das cédulas, além de notas já prontas e outras ainda em fase de produção. E um detalhe: os criminosos também vendiam as notas falsas nas redes sociais.

Os investigados, que já tinham passagem pela Justiça, inclusive pela mesma conduta, vão responder pelos crimes de Moeda Falsa e organização criminosa. As penas vão de três a 12 anos de reclusão. Todos foram encaminhados à carceragem da Polícia Federal em Porto Alegre, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in NOTÍCIAS

Advertisement

Em Alta

Advertisement

NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Tendências

To Top