Connect with us

Datena descarta apoio de Bolsonaro e admite que pode ser vice de Covas para prefeitura de SP

POLÍTICA

Datena descarta apoio de Bolsonaro e admite que pode ser vice de Covas para prefeitura de SP

O apresentador e jornalista José Luiz Datena, admitiu em entrevista que pode ser vice do prefeito Bruno Covas (PSDB) nas eleições desse ano, cuja reeleição tem apoio de João Doria.

“Eu já tive um contato com ele (Bolsonaro) dizendo que ele está completamente liberado de me apoiar. Ele pode apoiar outra pessoa. Ele está liberado disso”, afirmou Datena.

Em entrevista ao Estadão, Datena afirma que é difícil ele não ser candidato este ano. Por isso ele cogita ser vice de Covas. Ele afirmou que nesta época, nunca esteve tão próximo de ser candidato.

Datena revelou que foi procurado pelo ex-governador Márcio França (PSB), mas nesta condição, França seria vice dele. Questionado sobre sua relação com Bolsonaro, Datena respondeu:

“Eu gosto muito do presidente, mas em nenhum momento ele declarou apoio a mim. Em nenhum momento eu me defini candidato dele. É aquilo que eu falei: eu desenvolvi uma amizade com ele. Eu entrevistei o Bolsonaro quando ninguém entrevistava. Eu o acho uma boa pessoa, de bom coração, mas não preciso pensar do jeito que ele pensa, ter os amigos que ele tem, nem os inimigos que ele tem. Eu continuo respeitando Bolsonaro como presidente da República, que é o cargo que merece respeito, mas, politicamente, ele não precisa estar alinhado a mim, nem eu a ele. Talvez ele até gostasse de me apoiar, mas o entorno dele diga que não é legal”.

O apresentador, questionado sobre a polarização política, afirma que isto acontece mais em redes sociais. Para ele, que se define como constituinte, ele afirma ser alguém que luta pela defesa do povo e que não se importa com a visão política e ideológica da pessoa. No entanto, ele afirma que há exageros dentro do meio, que é necessário haver autocrítica e começar a pensarem no povo.

Por fim, Datena afirma que busca compor chapa com alguém que possua um perfil parecido com o dele e que o agradasse.

Fonte: Estadão

Deixe um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in POLÍTICA

Advertisement

Em Alta

Advertisement

NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Tendências

To Top
%d blogueiros gostam disto: